Segunda-feira 10 de Maio de 2021
Breves

Jejum: o Conselho Geral lança uma campanha espiritual pela canonização do Bem-aventurado Ozanam

Os membros da SSVP estão convidados a fazer jejum no dia 23 de cada mês, até a canonização

 No dia 23 de abril, comemoramos duas datas relevantes para a Sociedade de São Vicente de Paulo: o nascimento do bem-aventurado Antônio-Frederico Ozanam (1813) e a criação da primeira “Conferência de Caridade” (1833).  O 23 de abril é, portanto, um dia muito especial para todos nós, confrades e consócias, sobretudo em tempos de pandemia. 

Para fortalecer essas datas, o Conselho Geral Internacional lança a Campanha Espiritual pela Canonização de Ozanam. Por sugestão do nosso Presidente-geral, confrade Renato Lima de Oliveira, esta campanha consiste em que todos os confrades e consócias do mundo inteiro façam, todo dia 23, um jejum dedicado à canonização de Ozanam (jejum de acordo com os preceitos da Santa Igreja, com discrição e segundo os hábitos de cada lugar).

“O jejum, a oração e a caridade são meios que nos ajudam no processo de conversão. Portanto, ao mesmo tempo em que pedimos a Deus por Ozanam, também estamos a purificar-nos. Devemos oferecer esse jejum a Deus, rogando pela rápida canonização de Ozanam. Esse é o nobre propósito desse jejum sugerido pelo Presidente-geral”, explicou o padre Andrés Motto, assessor espiritual do Conselho Geral Internacional.

Por que foi escolhido o dia 23 de cada mês para se realizar o jejum pela intenção de Ozanam? O número 23 é muito significativo na vida dos vicentinos. Ozanam nasceu no dia 23 de abril de 1813, casou-se no dia 23 de junho de 1841, fundou com os amigos a Conferência de Caridade em 23 de abril de 1833, escreveu o testamento em 23 de abril de 1853 e presenteava à amada esposa Amélia com um ramo de flores, sempre no dia 23 de cada mês. Ou seja, 23 é o número que melhor simboliza a figura de Ozanam na vida de cada confrade e consócia.

As Sagradas Escrituras estão repletas de exemplos envolvendo o jejum. Deus preservou Nínive da destruição porque os habitantes daquela cidade fizeram jejum (Jonas 3, 5). Ester pediu que todos os judeus jejuassem para que Deus os livrasse do genocídio dos persas (Ester 4, 16). Aos discípulos, Jesus assegurou que os demónios só podem ser expulsos pela oração e pelo jejum (Mateus 17, 21). O próprio Jesus, durante a tentação no deserto, fez um jejum de 40 dias para livrar-se do Maligno (Lucas 4, 2),“O jejum é uma ferramenta espiritual muito poderosa. Por isso, todos estão convidados a se engajar nesta Campanha Espiritual, sempre no dia 23 de cada mês, até que a Santa Igreja proclame oficialmente a canonização de Ozanam, o que ocorrerá em breve, não temos dúvidas. Oremos”, exortou nosso Presidente Renato.

Verifique também

COVID 19 UM DESAFIO PARA VICENTINAS E VICENTINOS

Conselho Central do Algarve Haja Esperança Saúdo-vos a todos os vicentinos e vicentinas de Portugal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *