Quarta-feira 8 de Dezembro de 2021
Breves

31 de Outubro dia da Sociedade de São Vicente de Paulo

 

31 de Outubro 2021

Dia da Sociedade de São Vicente de Paulo

Este ano a comemorar os 162 anos ao serviço dos Pobres

 

Mais um ano ao Serviço

A Sociedade de S. Vicente de Paulo comemora, no último domingo do mês, mais um ano de existência.

Passaram cento e sessenta e dois anos desde que foi fundada a primeira Conferência Vicentina, em Portugal. Ao longo destes anos muitos foram os homens e as mulheres que procuraram seguir o ideal do nosso fundador: ajudar das mais variadas maneiras, famílias mais desfavorecidas.

Mas para que servem as Conferências e os Conselhos? Qual a sua missão e como desempenhá-la?

É importante que nos interroguemos sobre estas questões.

Somos um grupo de cristãos leigos que, de uma forma gratuita e desapegada, nos comprometemos a seguir fielmente o espírito e os preceitos da nossa Regra, servir a Cristo na pessoa do pobre, segundo o exemplo e espírito de S. Vicente de Paulo e de António Frederico Ozanam e, assim, ser sinal de fraternidade para este mundo e motor duma ordem social mais justa, vendo em todo o homem um irmão.

Jesus chamou-nos e confiou-nos a missão de anunciar e fazer crescer o Seu reino seguindo este ideal, mas isso depende do modo como cada um de nós O acolhe, ou seja, como despertamos para a presença em nós do próprio Deus e da forma como vivemos esse diálogo íntimo.

Nós, vicentinas e vicentinos, temos um papel importante na vida da Sociedade de S. Vicente de Paulo. O trabalho que realizamos junto dos mais desfavorecidos exige sabedoria para entender o que significa evangelizar. Evangelizar implica transformação e esta supõe mudança concreta de vida de cada um de nós e de cada família que ajudamos.

Fomos chamados a caminhar juntos para a santidade, mas estamos conscientes das nossas fraquezas, das nossas limitações e da necessidade da graça de Deus. Procuremos nas reuniões das Conferências e dos Conselhos aumentar a nossa espiritualidade, reforçar a nossa vida de oração e refletir sobre as experiências vicentinas vividas junto das famílias que visitamos e, assim, transformar as nossas preocupações em ação.

Saibamos como Maria, modelo de serviço e de evangelização, estar atentos e disponíveis para servir os mais pobres procurando ter tempo, dedicação e gosto na nossa oração e para a nossa oração.

Vicentinas e vicentinos sejam, pela palavra e pelo exemplo de vida junto dos mais pobres, sementes de esperança e sal que dá sabor à vida e, assim, contribuir para uma sociedade mais justa e mais fraterna.

Que Jesus e Maria vos abençoem e recompensem!

Verifique também

Jejum: o Conselho Geral lança uma campanha espiritual pela canonização do Bem-aventurado Ozanam

Os membros da SSVP estão convidados a fazer jejum no dia 23 de cada mês, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *