Sábado 29 de Abril de 2017
Breves
Inicio / Notícias Igreja / Papa nega contradição entre criação e evolução

Papa nega contradição entre criação e evolução

Bento XVI voltou a abordar a relação entre criação e evolução, defendendo que o cosmos não é um sistema caótico, mas sim ordenado, sendo possível "ler" nas suas regras internas a presença de um criador.

O Papa falava na passada Sexta-feira, num discurso dirigido aos participantes da assembleia plenária da Academia Pontifícia das Ciências, que prolonga até 4 de Novembro, para debater as últimas contribuições da pesquisa científica sobre as origens e a evolução do universo, da matéria e da vida.

Para Bento XVI, afirmar que a criação do cosmos e o seu desenvolvimento sejam fruto da "providencial sabedoria" de um criador não é o mesmo dizer que a criação remonta apenas ao início da história do mundo e da vida. O criador "dá origem” aos seus desenvolvimentos" e "ampara-os continuamente".

“Muitos dos nossos contemporâneos reflectem hoje, sobre a origem última dos seres vivos, sobre a sua causa inicial e sobre o seu fim último, e ainda sobre o significado da história humana e do universo", admitiu.

Nesse contento, afirmou o Papa, “surgem, naturalmente, questões relativas à relação entre a leitura científica do mundo e a leitura oferecida pela Revelação cristã. Os meus predecessores Pio XII e João Paulo II observaram que não existe nenhuma oposição entre a compreensão da criação ditada pela fé e as provas oferecidas pelas ciências empíricas”.

Na óptica da fé, portanto, ler a evolução é como "ler um livro", segundo uma antiga comparação, adoptada por muitos cientistas, entre os quais Galileu Galilei, livro cuja história “lemos com base nas diversas abordagens das ciências".

"Apesar dos elementos irracionais, caóticos e destrutivos que encontramos no longo processo de modificação do cosmos, a matéria como tal é ‘legível’. É uma construção interna ‘matemática’. A mente humana pode, portanto empenhar-se não apenas numa ‘cosmografia’, estudando os fenómenos mensuráveis, mas também numa ‘cosmologia’, discernindo a lógica interna visível do cosmos", explicou.

 

Fonte www.agencia.ecclesia.pt

Verifique também

Incompatibilidade entre estilo de vida atual e a prática da caridade

O bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, lamentou, este domingo, o estilo e a agitação …

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *